Entenda como a gestão de software ágil pode ajudar sua empresa

 
5 minutos de leitura

A gestão focada no tradicionalismo não comporta as novas necessidades das empresas atuais. Mesmo empresas que já têm uma trajetória sólida no mercado precisam buscar novas técnicas e ferramentas de otimizar ao máximo seus processos. A gestão de software ágil tem simplificado sistemas corporativos, reduzido custos nas empresas, e tudo isso com foco na melhor utilização do tempo e recursos.

Isso significa que essa implementação tem levado maior praticidade para as atividades da empresa de modo a permitir que os gerentes saibam exatamente o que está acontecendo dentro da organização.

Contudo, o entendimento da gestão de software ágil é muito mais ampla e com inúmeras vantagens quando aplicada corretamente. Para ajudar você a entender melhor essa ferramenta e como ela ajuda dentro da organização, continue a leitura. Vamos lá!

O que é gestão de software ágil?

Metodologias ágeis são soluções que utilizam práticas e técnicas para o gerenciamento de projetos, com foco na finalização rápida das tarefas e priorizando aquelas com nível maior de importância.

Com a aplicação da gestão de software ágil é possível agilizar o trabalho dos desenvolvedores e possibilitar uma melhoria contínua dos processos.

Além disso, tais metodologias ágeis tornam a comunicação mais clara e dinâmica entre os envolvidos nos processos, desde o cliente final até os técnicos e demais profissionais. Isso possibilita tornar o trabalho mais interativo e com maiores chances de atingir o resultado esperado em menor tempo.

Uma metodologia ágil se diferencia da tradicional pela forma de otimizar os processos, ou seja, os métodos ágeis são padrões que procuram acelerar o processo de desenvolvimento de um projeto, de forma estruturada, coesa e funcional.

Entre as grandes diferenças da metodologia ágil se destacam:

  • interações entre indivíduos são mais importantes que processos e ferramentas;
  • software que funciona passa a ser mais importante que documentação abrangente;
  • a colaboração com clientes passa a valer mais que uma negociação de contratos;
  • estar aberto às mudanças é melhor do que seguir planos.

A gestão de software ágil passa a agir em função de pessoas, clientes, software e  resposta à mudança. Isso não significa que processos, contratos, planos e documentação sejam descartados pela metodologia ágil, mas a importância passa a ser secundária.

Como a gestão de software ágil ajuda as empresas?

A principal diferença entre a gestão de software para métodos tradicionais é a adaptabilidade. Ou seja, durante a execução do projeto pode haver mudanças e alterações que serão adaptadas de alguma forma, em vez de serem eliminadas ou mesmo implementadas apenas ao final, com grandes chances de insucesso.

Quando são utilizados modelos preditivos de desenvolvimento, qualquer alteração ou mudança ao longo do projeto tem custo maior e precisa gerar grande desdobramento por parte de todos. Ou seja, nas metodologias tradicionais não existe espaço para adaptações ao longo do caminho, o que não acontece com a prática do método ágil.

Outro grande benefício da aplicação da metodologia ágil é a interação entre os envolvidos no projeto e o constante feedback. Isso permite que a qualidade do software aumente a cada ciclo, já que em todas as fases são realizados testes e comunicações constantes com stakeholders (clientes, gestores, colaboradores, financiadores).

Via de regra, a adesão às metodologias ágeis proporciona entregas mais rápidas dos projetos, diferentemente da metodologia tradicional.

A gestão de software ágil possibilita que o cliente acompanhe cada etapa do projeto, já que pequenas entregas são realizadas, mantendo o caráter de adaptabilidade. Isso proporciona testar e ir adaptando o projeto conforme as necessidades do cliente.

Quais são os princípios norteadores do desenvolvimento ágil?

Você pode pensar que a aplicação da metodologia ágil é apenas válida para o desenvolvimento de software, não é mesmo? Mas esse tipo de pensamento é um grande erro! É possível adaptar os métodos a qualquer tipo de projeto e equipe.

A principal premissa que deve ser observada é a gestão de projetos levando em conta os princípios gerais, como interações, mudanças e indivíduos, muito mais que ferramentas e processos.

A gestão de software ágil é uma forma de visualizar com maior eficiência o trabalho e a realização de tarefas que beneficiem a equipe como um todo, permitindo que cada colaborador cumpra suas tarefas com máxima eficiência e desempenho possível.

Entre os principais princípios da metodologia ágil se destacam:

  • satisfazer o cliente pela entrega no prazo e com qualidade;
  • as mudanças passam a ser vistas como vantagens competitivas;
  • entregas frequentes;
  • o trabalho da equipe é motivado e sempre em contínuo desenvolvimento;
  • há conversas, desenvolvimento sustentável e ritmo constante;
  • atenção à qualidade e excelência;
  • busca contante de maior agilidade e eficiência.

Quais os principais modelos de software de desenvolvimento ágil?

Hoje, já existe no mercado uma série de metodologias ágeis que podem ser aplicadas tanto para o desenvolvimento de software quanto para o desenvolvimento de projetos ou empresas. Vejamos três exemplos de metodologias ágeis:

SCRUM

Dividir, analisar e adaptar são os três pilares da metodologia SCRUM. Aqui os pontos principais são os sprints, períodos de tempo predefinidos não maiores que quatro semanas.

Nesse tempo são desenvolvidas atividades que foram priorizadas dentro do backlog, lista de tarefas principais. Assim, ao final do período, as atividades deverão ser entregues dentro do prazo, sempre conforme os parâmetros de qualidade.

A metodologia SCRUM reúne diariamente os envolvidos nas tarefas, e a duração dos encontros é rápida, apenas para verificar o andamento delas, se há dificuldade em alguma etapa e qual a opinião dos membros da equipe.

No processo de divisão das tarefas é levada em consideração a experiência dos envolvidos, evitando que alguém que não tenha determinada afinidade desenvolva uma tarefa que lhe é estranha.

TDD — desenvolvimento dirigido por testes

O TDD é uma metodologia utilizada em diversas empresas. Antes de implementar o sistema são realizados testes de execução.

Os testes são utilizados para facilitar no atendimento do projeto. Assim, os testes são realizados de forma independente, sem os outros componentes do sistema.

Esse tipo de metodologia torna o processo mais confiável, reduzindo custos porque, durante o desenvolvimento, já reduz as possibilidades de erros, por serem realizados testes antes. Além disso, evita retrabalho da equipe, que ao final aumenta a eficiência e tem maior chance de sucesso.

Kanban

A metodologia Kanban, que em tradução livre significa “cartão” ou “sinalização”, é um método para a implementação de mudanças que não necessita de práticas específicas ou papéis.

A grande diferença em relação a outras metodologias ágeis é que a Kanban é mais simples e prática. Funciona basicamente como um quebra-cabeças em que as peças se movimentam de acordo com a evolução das atividades. Isso agiliza a gestão de rotinas e torna o trabalho do gestor mais simples.

A metodologia Kanban pode ser utilizada, por exemplo, no processo de atualização e correção de falhas de segurança de um software. Os profissionais responsáveis terão um ambiente integrado para encontrar soluções e realizar os devidos ajustes.

Agora, que você já está por dentro do que é a gestão de software ágil e como a sua empresa pode se beneficiar, assine a nossa newsletter e continue recebendo todos os nossos materiais.

Powered by Rock Convert


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *